Thursday, August 20, 2009

DESIMPORTÂNCIAS



RESPIRO, LOGO EXISTO NISTO ONDE PIRO
VIVO MAIS DO QUE PENSO, QUASE NEM PENSO NISSO
ME PERMITO IR NO QUE FAÇO PRA QUE O VIVO FIQUE DITO NO QUE EU ATO
DESATO UM EMARANHADO DE ACASOS OPACOS
PESCO AS PALAVRAS NO IMPREVISÍVEL VAZIO RASO DAS MARGENS DOS RISOS
UMA PÁ DE PENSAMENTOS EMPOEIRADOS ME SOPRAM SUSSURROS NO OUVIDO
TRAGO MILHÖES DE CANÇÖES FERVILHANDO POR DENTRO 
VOU AFINAR O CORO DOS DESCONTENTES
HIP HOP SOUL BLUES FUNK ROCK N´ROLL
LÍNGUA PALAVRA PASSOS OLHARES CHEIROS BOCA MENTE
ENTRE O QUE FALO E QUEM SENTE
EXISTE UM SILÊNCIO DE VAGALUMES
PISCANDO NO CÚ IDÉIAS BRILHANTES
ACENDENDO A ESCURIDÄO DAS LETRAS ADORMECIDAS
PARAGRÁFOS DE METÁFORAS MORTÍFERAS
NUM QUEBRA-CABEÇAS DE LOUÇAS QUEBRADAS 
NO OCO DO CRÂNIO DO SOL
ONDE ENXERGO TUDO DIRETO NO ALVO LUZ
MERGULHO HORRORES NO QUE FUNDO ME INUNDO
A CORRENTEZA QUE ME LEVA NÄO TRAZ AFOGADOS
VENHO À TONA FEITO UM PÓDIO
SOU CAMPEÄO DE TODA ESSA MERDA QUE PENSO
AQUI SENTADO NESTE VASO SANITÁRIO
DEBAIXO DAS ESTRELAS
SOU UM GÊNIO ABENÇOADO DE IRRACIONALIDADES
ESCREVEREI UM BEST-SELLER NESTAS PAREDES
E DESSES TIJOLOS FAÇAM UM CASTELO
NO MEU TÚMULO SEPULTO DE TODO ESSE ASSUNTO
MISTURO TUDO NA DESCARGA DO LIXO
QUE ME FIZERAM INGERIR POR TODA A VIDA
NA MINHA LÁPIDE NÄO ESCREVAM NADA
PENDUREM UM LÁPIS E UM ROLO DE PAPEL HIGIÊNICO
PARA QUE SE ESCREVA E SE CAGUE E SE PENSE 
E POR FAVOR, NUNCA PAREM A MÚSICA
E MANTENHAM A FOGUEIRA SEMPRE ACESA
PRA QUE SE DANCE E SE QUEIME TODA GENTE
SEM ESSAS ÍNFIMAS IMPORTÂNCIAS 
QUE SE DÄO OS HUMANOS A SI MESMOS.


G.Q...........Estocolmo....2009 

2 comments:

Marina Vilela said...

Gean AMEEEEEEEEEEEI esse post!
Acho que você não lembra de mim, mas te conheci uma vez no corujão da poesia, ouvi uma que você recitou e resolvi acompanhar seu blog!
Queria pedir permissão pra postar algum de seus textos no meu blog qnd eu quiser!
Parabéns pelo trabalho! :)
Marina

pazktrobdapdrohenedraridradoquem said...

E ae Gean, como vai por aí..
Gosto muito das suas montagens!